sábado, 16 de janeiro de 2010

Chegada e partida


Quando vieste
Chuva imprevista
A cair sobre o agreste
Iluminou-se minha alma
Afogou-se o meu corpo
Na força de tuas correntezas.

Quando surgiste
Sol transbordante
Que em mim persiste
Douraste-me a pele
Queimaste-me o corpo
No crepitar dos sentidos.

Quando partiste
Sonho diáfano
Nuvem de algodão
Nas minhas fronteiras
Deixaste o rastro suave
De milhares de estrelas.

Shirley Carreira

2 comentários:

  1. Gosto muito de estar aqui.
    Quero há muito perguntar e saber:
    que sentimento a inspira , no momento em que escreve por exemplo, 'AMANHECENDO" e mesmo "Chegada e Partida" ???
    Curiosaaaaaaaaaa ou desinformada kkkk, XXXERETA!!!
    Bjus
    Su

    ResponderExcluir
  2. oi dinda! lindo texto!
    bjs! shayla

    ResponderExcluir